Pó de kumkum para fazer “Tilaka” na testa

R$ 30.00

Fora de estoque

Kumkum em pó para fazer marcas (tilak) na testa, como bindi por exemplo – símbolo das mulheres indianas, que usam diariamente em seus processos de embelezamento, ativando o terceiro olho (ou terceira visão) – um portal entre o mundo espiritual e o religioso.

Ingredientes do pó:
Uma porcentagem do pó é baseada em açafrão vermelho (desconhecemos a proporção), que é uma das substâncias mais tradicionais utilizadas para a a base do pó vermelho kumkum para tilak (sindoor ou bindi, etc),  combinada com cal e outros ingredientes à base de plantas (segundo fonte do vendedor indiano). Por ser um produto a granel, não foram especificados em detalhes a composição completa.

O que é o Tilak (ou Tilaka)?
No hinduísmo, o tilak (sânscrito tilaka, “marca”) é uma marca feita na testa de um hindu. Em um homem, o tilak toma a forma de uma linha ou linhas e geralmente indica sua afiliação sectária. Nas mulheres, um tilak geralmente toma a forma de um bindi, que tem seu próprio simbolismo.

Conteúdo: 40 g de pó (já contando a embalagem de plástico)

Como usar: puro ou com pouco de água para transformar em pasta.

Origem: Índia (proveniente de Haridwar, uma cidade sagrada banhada pelo rio Ganges)

……………

Atenção: Produto indiano adquirido a granel, portanto não nos responsabilizamos por eventuais alergias ou quaisquer problemas de saúde que possam decorrer do uso desse pó. Utilizamos esse pó em rituais sagrados na cidade citada acima e não ocorreu nenhum episódio de alergia na pele, entretanto não nos responsabilizamos por ocorrências que possam haver com pessoas de peles mais sensíveis ou alérgicas a um componente da composição (não revelada a composição completa no mercado onde adquirimos esse produto).

REF: DV1020-1 Categorias: , , Tags: , , ,

Kumkum ou Sindoor? O que é e a diferença dos nomes:

O Sindoor ou Sindur é um importante item auspicioso nos rituais religiosos e culturais da Índia. As pessoas oferecem esse poder para honrar os deuses e aplicar em sua testa o ponto vermelho depois de visitar os templos. Depois de qualquer ritual, as pessoas aplicam pó vermelho na testa como símbolo de boa sorte e marca de comemoração. Os visitantes são frequentemente recebidos nos templos e rituais religiosos colocando pontos vermelhos na testa também. É essencial em qualquer ritual.

A importância da “marca”

O sindoor simboliza boa sorte, bravura, é auspicioso e muito mais. O Sindoor é aplicado pela primeira vez à mulher pelo marido no dia do casamento e é chamado de cerimônia de Sindoor Dana. Após este tempo, ela deve aplicar isso todos os dias a si mesma na divisão dos cabelos. Inicialmente as mulheres costumavam aplicar sindoor em seu maang (partição de cabelo), mas agora aplicar apenas um pequeno ponto escondido em algum lugar no cabelo é a nova tendência entre as mais jovens.

Esta linha vermelha em pó lembra às mulheres que estejam em castidade e sejam fiéis ao marido. Essa fidelidade é supostamente um poder sagrado pelo qual um homem deve progredir pela família. Este ritual foi praticado por séculos e ainda o é, onde acredita-se garantir a vida longa dos maridos, segurança da família e progresso.

Sindoor, como dissemos, é uma marca de uma mulher casada no hinduísmo. A mulher solteira não usa o sindur no cabelo, mas usa um ponto amarelo na testa. Algumas mulheres até usam para fazer um ponto na testa, chamado bindi.

A maioria dos sindoors que são encontrados no mercado nos dias de hoje são feitos de corantes sintéticos e produtos químicos, e hoje já encontra-se marcas industrializadas de cosméticos e beleza que os produzem (com embalagens e pincéis mais fáceis de aplicar). As mulheres casadas só podem aplicar sindoor na parte superior da testa como um sinal de casamento (as pessoas costumam dizer que trata-se de um “cartão de identidade do casamento”), mas qualquer pessoa pode aplicar no meio ou na extremidade inferior da testa como boa sorte. As pessoas também aplicam este pó em todo o rosto no festival de Holi (festival da cor na Índia).

O sindoor também é usado para ativar a energia sexual das mulheres. Acredita-se também que equilibra as forças do corpo e que os maus desejos são  suprimidos. O chakra da testa (o ponto de energia) pode ser ativado pela aplicação regular de tais símbolos. No passado, o sindoor costumava ser coletado da árvore de Sindur, mas atualmente é fabricado comercialmente.

Diferença entre Sindoor e Kumkum
Em muitos lugares falarão que é a mesma coisa com nomes diferentes. Porém, o kumkum é um material natural, feito com 95% de açafrão-da-terra e 5% de calcário (a quantidade é baixa para calcário, portanto, não é perigosa).
O que as mulheres indianas usam não é sindoor, mas é chamado de sindoor (poucas mulheres na verdade o usam), mas podemos facilmente descobrir isso porque o kumkum é vermelho (ou avermelhado) enquanto o sindoor se assemelha a cor alaranjada.

Outra questão é que o kumkum é de origem vegetal, natural, quase sempre com açafrão dominando a composição do pó. Já o sindoor (também chamado de vermelhão) pode conter:

-Vermillion, elemento laranja avermelhado que é uma forma de pó de cinábrio
-Corantes químicos, chumbo e outros materiais sintéticos
-Chumbo vermelho cru, Pb304
-Tintura de Rodamina B
-Sulfito de mercúrio

A questão é: como os nomes se confundem por aí, a forma mais fácil de você saber o que está comprando é perguntando pelos ingredientes.

Namastê!

 

Peso 0.050 kg
Dimensões 6.5 × 5.5 × 5.5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.