Motivos para assistir a fantástica série Indiana Made in Heaven

Uma nova série indiana estreou esse ano em março, na plataforma da Amazon Prime e cá entre nós, já estamos obcecados aguardando nova temporada.

Made in Heaven, que é escrito e dirigido por mulheres, conta a rotina de uma equipe de organizadores de casamentos em Delhi/Índia, que tem que lidar com os desejos ultrajantes de seus clientes. Made in Heaven (Feito no Céu), é o nome da empresa de organização de casamentos da dupla de sócios Karan e Tara.

Se há uma coisa que os indianos sabem fazer, são casamentos!

Em Bollywood e na vida real, a pompa das cerimônias da classe alta (incluindo as antigas tradições), lutando contra os poderes patriarcais em jogo – cativou o público em todo o mundo. E, no entanto, a Índia, no ritmo de ser a nação mais jovem do mundo em população, também está lutando com o feminismo e as liberdades de uma nova era.

 

Karan e Tata (sócios da Made in Heaven)

 

Assim como você imagina, a profissão de organizar casamentos aguenta muitas situações insalubres e fora do escopo contratado, agora imagine a rotina dessa profissão na Índia, acrescentando no pacote os aspectos culturais deste peculiar país, com casamentos arranjados, transações de dotes, testes de virgindade, assédio sexual e muita mentira e manipulação baseada em interesses e preconceitos.

Sim, tem tudo isso, e ainda mesclando com os conflitos pessoais de cada personagem, em especial dos principais e sócios (Karan e Tara). Aliás, é muito bacana ver a cumplicidade dos dois nesta série (isso que é sociedade, só vendo para crer).

Começamos a assistir a série (pois o tema Índia muito nos interessa), mas sem grandes expectativas e já no primeiro episódio é possível se perceber envolvido com a trama toda pela força dos personagens, a profissão deles como pano de fundo, curiosidades da Índia, costumes, tradições e o claro esforço dos personagens (novas gerações em especial) de transgredir velhos conceitos, aspirando modernidades e quebra de tabus.

Podemos adiantar que os conflitos entre a tradição e a mudança cultural também acontecem na vida pessoal dos protagonistas, e a série não tem medo de deixar sua audiência desconfortável, especialmente quando isso força os personagens a se alinharem entre ser “eles mesmos” ou um estranho para si. Embora conscientes da necessidade de defender os “sem poder” e “sem voz”, Tara e Karan também acabam se tornando cúmplices em seu próprio silenciamento. Se falarmos algo mais, acaba estragando as preciosidades que o roteiro vai revelando aos poucos….e a ideia aqui é incentivá-los a ver a série (e não dar spoiler).

Ah, vale citar que a introdução-abertura da série é muito linda acompanhada de uma trilha sonora que fica na cabeça e te envolve (não pulamos nenhuma das 9 vezes que assistimos! Rs).

 

Dados técnicos da produção da série

Direção: Nitya Mehra, Zoya Akhtar , Prashant Nair e Alankrita Shrivastava
Roteiro: Zoya, Reema Kagti, Niranjan Iyengar e Alankrita
Lançamento original: 8 de março de 2019, apenas na Amazon Prime Video
Número de episódios: 9

 

Uma breve explicação do primeiro episódio

Assistimos na série diferentes casais hindus (outros buscando justamente a diversificação) com preocupações variadas e dramas familiares individuais. A maioria dos eventos com cerimônias suntuosas, tudo facilitado pela incrível Tara Khanna e Karan Mehra, donos da Made in Heaven. A cada episódio fica claro que nenhuma demanda é muito complicada ou grande para eles.

Sério, no primeiro episódio, sozinhos, em uma grande concorrência, eles têm de fazer (decidem na verdade), o que outros planejadores de casamento se recusam a fazer e ir atrás de uma missão (como por exemplo ter que investigar a pedido da família do noivo, toda a  sujeira possível a ser encontrada na história de namoro anterior da noiva)! Isso é casar na Índia! Especialmente quando envolve castas superiores e muito dinheiro envolvido na união de duas famílias. É muito esclarecedor ver como as coisas funcionam por lá ainda…e as tentativas de evolução de alguns casais querendo transpor seus anseios acima de tradições e costumes antigos). Vale muito a pena ver!

 

Veja a introdução da série Made in Heaven com os créditos

 

Veja o trailer oficial 

 

Homossexualidade na série indiana Made in Heaven

Já falamos que Tara e Karan (além de sua equipe) passam por maus bocados para atender as demandas dos casamentos com todas as exigências que cada família apresenta. Mas não falamos ainda de um tema que gera na série bastante polêmica e que não poderia ficar de fora já que um dos objetivos da série é justamente questionar velhos hábitos e tradições que não agregam mais para ninguém. Pois bem, a série traz um personagem forte em destaque, que é gay e isso também vira pano de fundo em todos os capítulos. Karan é o personagem que trabalha isso na série passando por uma trajetória pessoal muito bem escrita por sinal.

Temas como ativismo feminino e liberdade sexual foram bem expostos no roteiro da série. O ativismo levou o movimento #MeToo ao subcontinente e derrubou leis arcaicas da era colonial, como a Seção 377, um artigo sob a constituição indiana que proibia o sexo gay (isso é mostrado em um dos capítulos da série). É esse paradoxo que a Amazon Prime Índia assumiu em sua mais nova série original.

Uma curiosidade e que chamou bastante atenção do público em geral, é sobre a entrega do ator Arjun Mathur ao personagem gay e isso gerou alguns rumores sobre a verdadeira opção sexual do mesmo na vida real, ao que investigamos é claro.

 

Então, Arjun Mathur é realmente gay?
“Acho muito legal que estamos convidando a todos para dizer que é uma série sobre casamentos na Índia, mas então estamos batendo neles (expectadores) com esses fortes choques da realidade”, disse recentemente o ator Arjun, em entrevista ao India Times.

O ator estava preocupado que já havia feito alguns papéis onde interpretou gays, e temia ficar rotulado por isso, chegou a discutir se aceitava ou não o papel de Karan, mas no momento acha que foi assertivo e está colhendo ótimos feedbacks de sua atuação, e se diz contente com o resultado na mídia.

“Todo ator quer que seu trabalho seja apreciado. O nível de apreciação que o Made in Heaven está obtendo é inacreditável, surpreendente e irresistível. No momento, estou apenas tentando acompanhar minha caixa de entrada e responder a todos. E não apenas estranhos, mas para pessoas que conheço e conheci. Honestamente, é tudo o que está acontecendo. Eu sou um ser humano normal, vou viver como um ser humano normal, espero poder continuar a trabalhar, e que as pessoas continuem gostando… Isso é mais que suficiente”.

Arjun Mathur interpreta um homem gay que luta pela aceitação em Made in Heaven

 

E aí, teremos a segunda temporada de Made in Heaven?

Para a nossa felicidade, sim! Os diretores anunciaram recentemente a segunda temporada da série. \o/

Curiosidade: Made in Heaven é a mais recente adição no número de séries da web de origem indiana que o Amazon Prime está criando. Tudo começou com o Inside Edge , depois continuou com o Breathe e a última série criada na web para o Amazon Prime foi Mirzapur .

 

Conheça o elenco principal da série Made in Heaven:
Sobhita Dhulipala (Tara)
Sobhita Dhulipala é uma atriz e modelo indiana. Ela ficou em segundo lugar no concurso Femina Miss India 2013 e representou o país em Miss Earth 2013. Dhulipala fez sua estreia como atriz no thriller de Anurag Kashyap, Raman Raghav 2.0 (2016), e ela estrelou o filme de espionagem Telugu Goodachari (2018).
Arjun Mathur (Karan)
Arjun Mathur é um ator de cinema indiano que trabalha predominantemente em Bollywood e em filmes independentes. Ele também foi visto na série dramática britânica “Indian Summers”. Ele interpreta um personagem principal em uma série de TV, “Made In Heaven”.
Jim Sarbh (Adil)
Jim Sarbh é um ator indiano de cinema e teatro. Mais conhecido por seu trabalho de apoio na Hindi Film Industry, ele é o ganhador de um Screen Award, um prêmio International Indian Film Academy e duas indicações ao Filmfare Award. Além disso, Sarbh dirigiu e atuou em numerosas produções teatrais na Índia.
Kalki Koechlin (Faiza)

Kalki Koechlin é uma atriz e escritora nascida na Índia e naturalizada francesa. Reconhecida por seu trabalho no ambiente cinematográfico de Bollywood, a atriz ganhou vários prêmios, como o National Film Award, o Filmfare Awards e o Screen Award.

Shivani Raghuvanshi (Jaspreet)

Shivani Raghuvanshi é uma atriz indiana, conhecida por seu personagem, Jaspreet, na série de TV indiana Made in Heaven. Seu filme de estréia foi Titli, que foi aclamado pela crítica. Shivani sempre foi entusiasmada por Bollywood e conseguiu seu primeiro intervalo através de um anúncio da Vodafone.

Shashank Arora (Kabir Basrai)

Shashank Arora é um ator, escritor e músico indiano. Ele é conhecido por seus papéis em Titli, Brahman Naman e Made in Heaven. Seus filmes estrearam e competiram em festivais ao redor do mundo, incluindo Cannes, Sundance, Locarno, Berlim, Toronto e Veneza.

…………………………..
Mídia internacional
(traduzido automaticamente para esse post)
em sua primeira temporada, tem recebido elogios da crítica

Como assistir?

Assim como na Netflix, para assistir é preciso ter uma conta no serviço de filmes e séries por streaming da Amazon, chamada Amazon Prime Vídeo. Na data desse post o serviço da Amazon contava com um teste gratuito de 14 dias, após o período a assinatura durante 6 meses custa R$ 7,90 por mês.

 

Assista a 1a temporada de Made in Heaven (com legenda em português se preferir)

https://www.amazon.com/Made-In-Heaven-Trailer/dp/B07P67NJCC

Ah! Se você assistir, não esqueça de comentar aqui no post suas impressões. Isso ajuda mais pessoas a terem outras impressões, pontos de vista sobre a série.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *