Maquiagem

Sabe aquele olho super marcado nas mulheres indianas? Pois bem, estamos falando do lápis que exibe o poderoso olhar indiano: o kajal.

Se você prestou atenção, eu não disse o olhar da mulher indiana….eu disse, “o olhar indiano”.

Isso porque o kajal não é apenas utilizado pelas mulheres. Na Índia é comum homens, mulheres, independente da idade, estarem com os olhos emoldurados pelo desenho do kajal.

Na cultura indiana, tudo tem um propósito. Dificilmente um hábito por lá estará ligado a algo superficial. A maquiagem ao redor dos olhos portanto não é simplesmente estética como no ocidente.

O kajal indiano é utilizado como proteção contra possíveis doenças nos olhos (além de crenças de proteção dos deuses contra mau olhado etc), e portanto, a composição dessas “pastas de tinta” que compõem o kajal, tem efeito medicinal.

A variedade da composição é vasta, podendo conter carvão, óleo de rícino, ghee, sândalo, cravo entre outras especiarias (sempre naturais e com benefícios para a região aplicada). Essas preparações eram caseiras, feitas pelas mulheres do oriente. Hoje já existem marcas que vendem o produto pronto, em embalagem para facilitar a aplicação e com matérias primas naturais, sem químicas prejudiciais para os olhos.

No Brasil há várias versões de kajal, mas é muito bacana usarmos um produto com a cultura e propriedades que o oriente utiliza não é mesmo?

Característica do kajal indiano

É uma espécie de cera, com textura bastante macia, mas é vendido já com o formato de lápis, com ponteira para facilitar a aplicação. A cor é preto total, de alta pigmentação – característica essa inclusive mais marcante do kajal indiano.

Atualmente, além de proteger os olhos devido às suas propriedades, o kajal indiano refresca a região dos olhos protegendo das altas temperaturas que a Índia atinge entre abril e junho.

A aplicação é muito fácil devido a sua maciez. O ideal é que seja utilizado sempre na mesma posição para que não perca o formato e seja fácil de aplicar, puxando traços finos nas extremidades dos olhos, podendo puxar a ponta do traço “gatinho”.

Lembrando que, para algumas peles, o kajal pode escorrer um pouco devido a sua maciez da composição. O ideal é selar a áreas dos olhos com pó compacto antes e utilizar o efeito esfumaçado, que fica muito bonito, além de ser usado originalmente desta forma pelas mulheres e homens indianos.

Diferença entre kajal indiano e Kohl

É muito comum encontrarmos posts na internet confundindo o kohl com o kajal. Há até mesmo resenhas negativas do kohl com título citando ser um kajal indiano, mas lendo a matéria, percebe-se que a blogueira comprou o produto na Turquia.

Vamos aos esclarecimentos:

  • O Kohl é vendido no Oriente e Ásia, também chamado de kajal em alguns locais. Muito comum ser encontrado em países árabes
  • Quem já comprou o kohl, cita que a textura é mais firme, não tão macio quanto o kajal indiano (chegam a molhar para facilitar soltar a pigmentação e o deslize na aplicação)
  • Em alguns países o kohl também é chamado de “surma”, que é vendido em pós com um palitinho para aplicação (muito utilizado por homens também)
  • É possível encontrar o Kohl vendido em pós e em bastão com ponteira de lápis, mas dizem que o pó é mais suave, não tão pigmentado quanto o lápis.

 

Onde comprar kajal indiano?

Hoje, marcas do mundo todo apostam nesse produto devido a sua forte pigmentação, proporcionando maquiagens marcantes, especialmente para festas e maquiagens artísticas.

Nós, do bazar indiano, nos envolvemos apenas com produtos originais da Índia, portanto por aqui só indicamos o maravilhoso kajal indiano da marca Himalaya, feito com ervas naturais e óleos seguindo a tradicional medicina ayurvédica, que cuida do bem estar do nosso organismo com base em ingredientes naturais, que não oferecerem risco algum a nossa saúde.

 

Conheça o produto nesse link, em nossa loja.

 

Review do produto (em inglês):

https://www.youtube.com/watch?v=5zUUuZi6dGw

2 Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário