Receita indiana vegetariana de Kofta (Almôndegas de Couve-Flor e Batata)

Aprenda a fazer essa deliciosa receita vegetariana com inspiração na culinária indiana

Autoria: Chef Madhava Lila (autora do livro 40 Receitas Vegetarianas).

 

INGREDIENTES

 

Para as almôndegas:

1 xícara de batata ralada

2 xícaras de couve-flor ralada

1 colher de sopa de coentro fresco picado

¼ de colher de chá sementes de mostarda quebradas

¼ de colher de chá de sementes de coentro quebradas

¼ de xícara de sementes de cominho

½ xícara de açafrão-da-terra

½ colher de chá de sal

1 colher de sopa de farinha de trigo

½ colher de chá de pimenta dedo-de-moça finamente picada, opcional

500 ml de óleo vegetal para fritar

 

Para o molho:

2 xícaras de tomate ralado ou cortado em pequenos pedaços

½ colher de chá de sal

1 colher de chá de azeite de oliva

 

PREPARO

 

Almôndegas:

1. Em uma vasilha, misture todos os ingredientes das almôndegas de maneira homogênea. Em uma frigideira, aqueça o óleo, coloque uma colher de sopa da massa na palma da mão, modele uma almôndega e frite até dourar. Repita esse processo até terminar a massa.

2. Acomode as almôndegas fritas em um prato e reserve.

 

Molho:

1. Em uma panela, coloque o tomate ralado, acrescente o sal e cozinhe por 5 minutos em fogo brando.

2. Desligue o fogo, adicione o azeite e despeje o molho sobre as almôndegas.

Seu tempo de preparo é de 50 minutos e rende 3 porções.

 

…………..

Sobre a Culinarista e Chef Madhava Lila

Nasci em Adolfo, pequena cidade do interior paulista, e ainda criança mudei-me com a família para São Paulo, onde mais tarde teria o primeiro contato com a filosofia da consciência de Krishna. Visitava o templo com os meus amigos, entoávamos mantras e experimentávamos deliciosas refeições vegetarianas. Logo percebi que havia algo mais para mim naquele lugar e decidi me aprofundar nos estudos daquele modo de vida que me pareceu tão fascinante.

Ganhei um novo lar, agora no templo, e recebi de meu mestre espiritual, Hridayananda Dasa Goswami, o nome de iniciação “Madhava Lila Devi Dasi”. Foram cinco anos como monja, durante os quais aprendi a teoria e a prática da religião que escolhi. No dia-a-dia do templo, cada monge tinha uma função, e o gosto pela cozinha acabou me levando ao preparo de pratos lactovegetarianos que, depois de oferecidos a Krishna, tornavam-se prasada, “alimento espiritualizado e espiritualizante”.

Distribuir esse alimento pelo mundo todo era o desejo de Srila Prabhupada, fundador da ISKCON (Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna). Por isso, quando resolvi deixar o templo – mas nunca a filosofia de vida que aprendi ali – meu mestre espiritual me deu a missão de montar um restaurante que servisse prasada. Assim nascia, em 1995, o restaurante Gopala Prasada, primeiro em uma pequena galeria da rua Augusta e, alguns anos depois, em uma casa maior no número 413 da rua Antonio Carlos, a poucos metros dali.

Gopala é um dos nomes de Deus na Índia, e prasada, aquilo que foi oferecido a Deus. Os pratos – todos sem carnes, peixes ou ovos – são oferecidos a Gopala antes de serem servidos.

Ter recebido essa missão de meu mestre me proporcionou trabalhar na atividade que mais gosto e hoje considero uma alegria poder atender a um público que varia de jovens vegetarianos a executivos que trabalham na região.

Compre o livro da chef Madhava Lila aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *