o que é ayurveda

O que é o Ayurveda?

Ayurveda é uma antiga tradição de saúde praticada na Índia há milênios. A palavra vem dos termos sânscritos ayur (vida) e veda (conhecimento).

Embora o Ayurveda, ou medicina ayurvédica, tenha sido documentado nos textos históricos sagrados conhecidos como “Vedas” há muitos séculos, o Ayurveda evoluiu ao longo dos anos e agora está integrado a outras práticas tradicionais, incluindo o Yoga.

Panorama geral do Ayurveda

Ayurveda é um sistema de cura completo que se concentra em fornecer ferramentas e práticas para criar saúde diariamente, usando sua capacidade de cura inata. Ao fazer isso, permite que você prospere física, emocional e espiritualmente. O Ayurveda se origina de antigas filosofias orientais que descrevem a natureza da realidade, as “leis” do mundo natural (do qual fazemos parte) e como podemos usar os princípios da natureza para a cura. Embora algumas religiões sejam baseadas nessas mesmas filosofias, o Ayurveda não se baseia em nenhuma religião, e pessoas de todas as religiões (ou nenhuma religião) podem se beneficiar de um “estilo de vida ayurvédico” para obter uma saúde ideal.

O Ayurveda está enraizado em vários princípios fundamentais que explicam sua eficácia, princípios que estão cada vez mais sendo validados pela ciência moderna. Em primeiro lugar, é uma abordagem holística mente-corpo-espírito para a saúde e o bem-estar, de modo que fornece ferramentas para prosperar em todos os aspectos de sua vida – físico, emocional e espiritual. As pesquisas atuais estão confirmando que quando você aborda todos esses aspectos de sua vida, você maximiza seu bem-estar.

Em segundo lugar, é a medicina de sistemas inteiros, pois trata de todo o sistema e não apenas de uma parte do todo. Enquanto você cura uma parte do sistema, também está fazendo coisas que mantêm o resto do corpo e da mente saudáveis.

Então, como o antigo sistema de Ayurveda pode nos ajudar a ficar mais saudáveis nos tempos modernos ?

ayurveda

Embora o Ayurveda seja um sistema de cura tradicional que se originou na Índia há cerca de 5.000 anos (talvez mais), ele é muito aplicável ao mundo moderno porque se baseia nos princípios da natureza, que não mudaram com o tempo \o/.

A palavra Ayurveda significa também “A Ciência da Vida” e é uma abordagem prática para criar um estilo de vida saudável. Este sistema ensina que quando você alinha seus hábitos diários com seus ciclos naturais, apoia sua digestão, come a comida certa, movimenta seu corpo regularmente e obtém um bom sono natural, sua fisiologia pode funcionar perfeitamente!

Você pode pensar no Ayurveda como o remédio original para o estilo de vida, já que a maioria das recomendações gira em torno da criação de práticas de estilo de vida saudáveis ​​para melhorar a digestão e o metabolismo, criar um sistema imunológico saudável e otimizar a capacidade de cura do corpo. Ao fazer isso, você pode prevenir e até mesmo reverter as doenças. Além disso, você pode aumentar seu bem-estar diariamente para atingir seu potencial máximo de saúde e felicidade.

yoga e ayurveda
o estilo de vida contribui para um sistema equilibrado, com saúde

O “ponto chave” que o Ayurveda trabalha

Um exemplo de como os princípios ayurvédicos estão sendo validados pela ciência moderna é que o Ayurveda reconheceu que “a maioria das doenças começa no intestino“, um conceito que você está apenas começando a entender por meio de uma exploração do microbioma, bem como da intrincada conexão entre o intestino , o sistema imunológico, o sistema neurológico e o cérebro. Muitas práticas ayurvédicas ajudam a equilibrar a saúde intestinal e, ao fazer isso, podem tratar a causa raiz de muitos problemas.

Por último, o Ayurveda é a medicina original personalizada, reconhecendo que somos todos diferentes e que as práticas diárias devem ser personalizadas para cada indivíduo e seu tipo único de mente-corpo.

Isso também está sendo confirmado com os conceitos modernos de genômica, que podem identificar variações individuais nos genes e na expressão gênica, incluindo tendências a certas doenças. Isso confirma sua experiência de vida de que as práticas de saúde não são “tamanho único”. Na verdade, muitas práticas de saúde com as quais as pessoas estão familiarizadas têm raízes no Ayurveda e são vistas e praticadas em muitas tradições e culturas orientais, bem como nas raízes da medicina ocidental. A maioria dessas práticas demonstrou acalmar o sistema nervoso, apoiar o funcionamento normal dos tecidos e órgãos, fortalecer o sistema imunológico e otimizar a digestão e o metabolismo.

especiarias
as especiarias são ótimas aliadas para dar sabor aos pratos e conferir maior digestibilidade
  • Práticas que melhoram a digestão, como extração de óleo, raspagem da língua, ingestão de água morna, temperos para ajudar na digestão, jejum intermitente, caminhada após as refeições e alimentação sazonal
  • Práticas que nutrem os tecidos e a pele, como extração de óleo, automassagem com óleo e ingestão de óleos saudáveis ​​em quantidades adequadas para cada tipo de mente-corpo
  • Alinhando-se com seus ritmos diários, acordando e dormindo com seus ritmos circadianos, comendo a maior refeição no almoço e reduzindo a atividade à noite para se preparar para dormir
  • Práticas que acalmam a mente, como meditação, ioga restauradora e respiração profunda.
  • Desintoxicação periódica na mudança de estação e momentos de estresse para limpar o sistema de toxinas acumuladas e estimular a digestão
  • Usando ervas e especiarias saudáveis ​​para ativar suas próprias enzimas digestivas e processos digestivos

Cozinha como Farmácia

A medicina e a ciência modernas estão prestes a começar a integrar os princípios e práticas ayurvédicas à saúde, agora tendo a validação científica de muitas das práticas, bem como uma linguagem moderna que descreve esses princípios. Além disso, o Ayurveda não precisa custar muito dinheiro. Simplesmente envolve pequenas mudanças no comportamento diário e usa a cozinha como sua farmácia.

comidas ayurvedicas


Doshas: Três Princípios de Energia do Corpo

O Ayurveda identifica três tipos básicos de energia ou princípios funcionais que estão presentes em tudo e todos (denominado de “prakruti” e é determinado por três “energias corporais” chamadas doshas). Como não há palavras únicas em inglês que transmitam esses conceitos, usamos as palavras originais em sânscrito vata, pitta e kapha (doshas). Esses princípios podem estar relacionados à biologia básica do corpo.

A energia é necessária para criar movimento, de modo que fluidos e nutrientes cheguem às células, permitindo que o corpo funcione. A energia também é necessária para metabolizar os nutrientes nas células e é necessária para lubrificar e manter a estrutura da célula.

Vata é a energia do movimento

Pitta é a energia da digestão ou metabolismo

kapha, a energia da lubrificação e estrutura

doshas

A energia Pitta está ligada ao fogo e acredita-se que controle os sistemas digestivo e endócrino.
A energia Vata está associada ao ar e ao espaço e está ligada ao movimento corporal, incluindo a respiração e a circulação sanguínea.
Acredita-se que a energia Kapha , ligada à terra e à água, controla o crescimento e a força e está associada ao tórax, tronco e costas.

Todas as pessoas têm as qualidades de vata, pitta e kapha, mas uma é geralmente primária, outra secundária e a terceira é geralmente menos proeminente.

A causa da doença no Ayurveda é vista como uma falta de função celular adequada devido ao excesso ou deficiência de vata, pitta ou kapha. A doença também pode ser causada pela presença de toxinas.

A energia Vata está associada ao ar e ao espaço e está ligada ao movimento corporal, incluindo a respiração e a circulação sanguínea. Diz-se que a energia Vata predomina em pessoas que são pensadoras originais e criativas. Quando desequilibrados, os tipos Vata podem sofrer de dores nas articulações, constipação, pele seca, ansiedade e outras doenças.

A energia Pitta está ligada ao fogo e acredita-se que controle os sistemas digestivo e endócrino. Pessoas com energia pitta são consideradas de temperamento impetuoso, inteligentes e de ritmo acelerado. Quando a energia pitta está desequilibrada, podem ocorrer úlceras, inflamação, problemas digestivos, raiva, azia e artrite.

Acredita-se que a energia Kapha, ligada à terra e à água, controla o crescimento e a força e está associada ao tórax, tronco e costas. Os tipos Kapha são considerados fortes e sólidos em constituição e geralmente de natureza calma. Mas obesidade, diabetes, problemas de sinusite, insegurança e problemas de vesícula biliar podem ocorrer quando a energia kapha está desequilibrada.

Fatores como estresse, dieta pouco saudável, clima e relacionamentos tensos podem influenciar o equilíbrio que existe entre os doshas de uma pessoa.

Essas energias desequilibradas, por sua vez, deixam os indivíduos mais suscetíveis a doenças.

Adentrando um pouco mais no Ayurveda

Tudo o que experimentamos, seja uma substância física, um pensamento ou emoção, tem certas qualidades. Os textos antigos do Ayurveda classificam essas qualidades – chamadas gunas em sânscrito – em 10 pares de opostos, perfazendo um total de 20 qualidades (por exemplo, pesado vs. leve). Teoricamente, tudo no universo pode ser descrito em termos desses gunas, ou qualidades, incluindo os doshas.

A base do tratamento ayurvédico se baseia em reconhecer quando os gunas se tornaram excessivos ou deficientes, pois isso causa desequilíbrio doshico e leva à doença. O Ayurveda aplica as qualidades opostas para retornar ao equilíbrio.

Agni, o princípio universal de transformação que se manifesta como nosso fogo digestivo, faz a mediação entre o interno e o externo, transformando o alimento em tecido corporal e resíduos (interpretar informações em conhecimento experiencial e discernir entre o material nutritivo e o produto residual). O Ayurveda estimula o agni do corpo para digerir toxinas que se manifestam devido a tensões internas ou externas, garantindo o funcionamento ideal do ser físico e mental.

Aproveitando esses princípios básicos, o Ayurveda personaliza o bem-estar preventivo de acordo com a constituição única de cada indivíduo. Além disso, os antigos médicos ayurvédicos produziram descrições detalhadas de condições agudas e crônicas (completas com causas, sinais e sintomas) e desenvolveram extensos protocolos de tratamento holístico. O cuidado preventivo e o tratamento de doenças se enquadram nos oito ramos do Ayurveda, que incluem:

● Kaayachikitsa – Medicina Interna
● Baalachikitsa – Pediatria
● Bhuta Vidya – Psiquiatria
● Shalakya Tantra – Tratamento para ouvidos, nariz e garganta
● Shalya Tantra – Cirurgia (não praticada nos Estados Unidos hoje)
● Vishagara Vairodh Tantra – Toxicologia
● Jarachikitsa / Rasayana – Geriatria e Rejuvenescimento
● Vajikarana – Terapia Afrodisíaca, Fertilidade e Concepção

Além disso, o Ayurveda oferece um dos protocolos de limpeza mais abrangentes do mundo, conhecido como Panchakarma. Essa prática antiga usa cinco terapias primárias para liberar e eliminar as toxinas acumuladas nas profundezas dos tecidos e retornar os doshas aos seus lugares apropriados no corpo.

O Ayurveda oferece um acesso renovado à nossa inteligência natural.

Como a medicina circadiana original, o Ayurveda é a chave para curar doenças, criando uma desconexão. Assim, esta antiga medicina oferece a promessa de um futuro mais harmonioso para as pessoas e o planeta.

A vida nos apresenta muitos desafios e oportunidades. Embora haja muitas coisas sobre as quais temos pouco controle, temos o poder de decidir sobre algumas coisas, como dieta e estilo de vida. Para manter o equilíbrio e a saúde, é importante prestar atenção a essas decisões. Dieta e estilo de vida adequados à constituição individual fortalecem o corpo, a mente e a consciência.

Ayurveda como um sistema complementar de cura

É importante entender a diferença básica entre o Ayurveda e a medicina alopática ocidental. A medicina alopática ocidental atualmente tende a se concentrar na sintomatologia e na doença, e usa principalmente drogas e cirurgia para livrar o corpo de patógenos ou tecidos doentes. Muitas vidas foram salvas por esta abordagem. Na verdade, a cirurgia é abrangida pelo Ayurveda. No entanto, as drogas, devido à sua toxicidade, frequentemente enfraquecem o corpo. O Ayurveda não se concentra na doença. Em vez disso, o Ayurveda afirma que toda a vida deve ser sustentada por energia em equilíbrio. Quando há estresse mínimo e o fluxo de energia dentro de uma pessoa está equilibrado, os sistemas de defesa naturais do corpo são fortes e podem se defender com mais facilidade contra doenças.

Deve-se enfatizar que o Ayurveda não é um substituto para a medicina alopática ocidental. Há muitos casos em que o processo da doença e as condições agudas podem ser melhor tratados com medicamentos ou cirurgia. O Ayurveda pode ser usado em conjunto com a medicina ocidental para tornar uma pessoa mais forte e menos propensa a sofrer de doenças e / ou reconstruir o corpo após ser tratada com medicamentos ou cirurgia.

Todos nós temos momentos em que não nos sentimos bem e reconhecemos que estamos fora de equilíbrio. Às vezes, vamos ao médico só para saber que não há nada de errado. O que realmente está ocorrendo é que esse desequilíbrio ainda não se tornou reconhecível como uma doença. No entanto, é sério o suficiente para nos fazer notar nosso desconforto. Podemos começar a nos perguntar se é apenas nossa imaginação. Também podemos começar a considerar medidas alternativas e buscar ativamente criar equilíbrio em nosso corpo, mente e consciência.

Avaliação e tratamento de desequilíbrios no Ayurveda
Ayurveda engloba várias técnicas para avaliar a saúde. O médico avalia cuidadosamente os principais sinais e sintomas da doença, especialmente em relação à origem e à causa de um desequilíbrio. Eles também consideram a adequação do paciente para vários tratamentos. O praticante chega ao diagnóstico por meio de:

Questionamento direto, observação e exame físico, bem como inferência. Técnicas básicas como tomar o pulso, observar a língua, os olhos e a forma física… e ouvir o tom de voz são empregados durante uma avaliação.

Medidas paliativas e de limpeza, quando apropriadas, podem ser usadas para ajudar a eliminar um desequilíbrio, juntamente com sugestões para eliminar ou administrar as causas do desequilíbrio. As recomendações podem incluir a implementação de mudanças no estilo de vida, iniciar e manter uma dieta sugerida, e o uso de ervas.

pachakarma

Em alguns casos, a participação em um programa de limpeza, (chamado panchakarma como citamos anteriormente), é sugerida para ajudar o corpo a se livrar das toxinas acumuladas para obter mais benefícios das várias medidas de tratamento sugeridas.

Em resumo, o Ayurveda aborda todos os aspectos da vida – corpo, mente e espírito. Ele reconhece que cada um de nós é único, cada um responde de forma diferente aos muitos aspectos da vida, cada um possui diferentes pontos fortes e fracos. Através do insight, compreensão e experiência, o Ayurveda apresenta uma vasta gama de informações sobre as relações entre as causas e seus efeitos, imediatos e sutis, para cada indivíduo.

 

>>Em breve teremos post sobre os doshas com mais detalhamento. Namastê!

 

 

……………………………….

[Para vivenciar a Ayurveda na prática, procure em sua cidade terapeutas qualificados sobre o tema, ou escolas/clínicas que ministrem cursos ou realize tratamentos/orientações.]

 

 

Nota: esse post é uma edição de muitos artigos internacionais qualificados.